Etapa 04 - Bike105

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Etapa 04

Aventuras > Travessia de Portugal
Freixo de Espada à Cinta - Almeida (02/06/2003)
Distancia: 71 Kms -----------------Desnível acumulado: 1718 mts

O pequeno almoço foi tomado numa divisão pequena para tantos utilizadores, mas a qualidade dos produtos à nossa disposição foram simplesmente excelentes! Gostei muito da Residencial Fatibel.

Iniciamos esta etapa como manda a tradição, a subir. Neste dia tivemos oportunidade de ver das imagens mais espectaculares da Travessia, as capacidades da nossa vista foram o limite pois o horizonte tinha uma abrangência quase infinita.

Profissionalmente já tive oportunidade de realizar centenas de milhares de quilómetros de automóvel por Portugal, motivo pelo qual tinha a ideia de conhecer razoavelmente o país. Puro engano!!

Antes de chegarmos a Barca D´Alva tivemos oportunidade de percorrer um trilho técnico sobre pedras com uma ravina a delimita-lo, onde um erro se pagaria demasiado caro. No final descendente deste trilho existe um rio de água cristalina que foi aproveitado por alguns participantes para refrescar o corpo. Uma paisagem simplesmente inesquecível e que facilmente quem não conheça o local, poderá ser induzido em erro ao analisar a fotografia como sendo algum lugar turístico no estrangeiro. Como eu tinha uma ideia errada do interior de Portugal.

Após este paraíso perdido, subimos pela continuação deste trilho até à estrada asfaltada e rumamos a Barca D´Alva onde estava programado o almoço . Como só estava aberto um dos dois possíveis cafés, foi a invasão total com a junção dos dois grupos. Para terem uma ideia, os pedidos realizavam-se directamente na cozinha onde as cozinheiras tentavam acorrer a todos de forma a rapidamente servir as Sopas de Peixe e as Sandes mistas. A Sopa foi a primeira a sucumbir pois não resistiu aos constantes pedidos da mesma, então o ataque virou-se para as Sandes onde o pão utilizado era de primeiríssima qualidade.

No briefing de ontem o António Malvar chamou à atenção todos os participantes de que após Barca D`Alva entraríamos naquilo a que chamam de "O Forno". Não, não se trata de nenhum restaurante mas dum local onde normalmente em dias de temperatura mais elevada é difícil de respirar, tais as temperaturas ai atingidas. Esta característica resulta da localização geográfica das montanhas que impedem o vento de ai circular. Mais uma vez a sorte esteve do nosso lado, a temperatura esteve acessível a todos.

Entramos numa zona onde começamos a encontrar grandes lajes que permitiram divertimento geral. Antes de atingir o inicio da subida até Castelo Rodrigo já acusava algum cansaço pelo que realizar este ascendente, mesmo em asfalto, foi um verdadeiro bico de obra .

Depois da subida fui recarregar baterias no Café Cantinho dos Avós onde pode saborear uma excelentes ( e famosas) Sandes Mistas, além de dispor de uma esplanada com uma vista fenomenal sobre a planície até Almeida.

Saímos de Castelo Rodrigo convencidos que o restante percurso seria favas contadas , puro engano! Esperávamos um caminho plano rápido e fácil, fomos encontrar um caminho realmente plano mas com muita pedra roliça característica de terrenos áridos e que dificultava a progressão das bicicletas. Por isto quando estava a entrar na muralha em Almeida não pode deixar de sentir algum alivio.

A dormida foi na Pousada de Almeida e quando cheguei ao quarto que me estava destinado pude ver as camas a condizerem com o aspecto histórico da localidade.

No jantar tivemos uma cena deveras original pois como sempre fomos o grupo mais numeroso presente, quer dizer aproximadamente 95% das pessoas presentes ao jantar, então entrou na sala um famoso político acompanhado por uma jovem, que de imediato gerou algumas questões no grupo.

A especulação efectuou-se à volta daquilo que deveria ser o tema de conversa deste "casal", aquilo que reuniu mais consenso foi:

-" Mas que azar! Como é possível termos escolhido esta discreta Pousada aqui no fim do mundo e vamos deparar com uma verdadeira excursão de gente. Será que esta gente não trabalha?"


Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal